Que a vida é mesmo
Coisa muito frágil
Uma bobagem
Uma irrelevância
Diante da eternidade
Do amor de quem se ama

Por onde andei – Nando Reis

Numa pegada meio Carpe Diem esse trecho, né! Mas também acho que tem um arzinho de começo de ano… De ver que tudo é tão pouco, tá passageiro, mas ao mesmo tempo, pode ter tanta profundidade, tanta importância, né! Na verdade, é mostrando que tudo na vida é muito relativo… O que às vezes parece ultra importante é uma bobagenzinha, e o que parece besteira, às vezes pode se descortinar numa verdadeira catástrofe… E às vezes o que é importantíssimo pra mim pode não ser nada demais para outra pessoa, e o que é uma reviravolta na vida de alguém, pra mim não é nada. Portanto, vamos curtindo o nosso momento, legal ou doído, porque ele é só nosso, né.

Anúncios