Só eu posso pensar
Se Deus existe
Só eu
Só eu posso chorar
Quando estou triste
Só eu

Eu cá com meus botões
De carne e osso
Eu falo e ouço.
Eu penso e posso

Cérebro Eletrônico – Gilberto Gil (mas na voz da Maria Monte também é ótimo)

Eu resolvi postar essa música hoje, porque além de amá-la profundamente, ela vai virar hype a partir de hoje porque estará na trilha da novela nova, e como eu já curto muito pré-modinha achei que ela merecia seu espaço aqui.

Além disso, a música é sensacional e tem uma puta mensagem, meio 1984, pra gente refletir… O Gil compôs essa música na década de 1970 se não me engano e, pô, ele já criticava essa postura de endeusamento da tecnologia.

Eu sou uma pessoa que ama ter nascido na época que nasci, e gosto de usufruir de todo o conforto que a tecnologia e seus avanços me trazem, porém, há muitas coisas nessa vida que nenhum “cérebro eletrônico” vai poder fazer por nós. Amar, rir, chorar, se emocionar com uma música, filme ou poesia etc. etc. etc. Por isso, acho bem legal a gente pensar nisso, por mais que a tecnologia nos abra muitas portas, vai ter muito lugar onde ela nunca vai ser capaz de chegar.

Anúncios