Tamborim avisou, cuidado,
Violão respondeu, me espera,
Cavaquinho atacou, dobrado,
Quando o apito chegou, já era.

Veio o surdo e bateu, tão forte,
Que a cuíca gemeu, de medo,
E o pandeiro dançou, que sorte,
Fazer samba não é brinquedo.

Todo mês de fevereiro, morena
Carnaval te espera
Querem te botar feitiço, morena
Mas também pudera

Alô, Fevereiro (Sidney Miller) – Roberta Sá

Pois é, já é terça-feira de Carnaval, já foi apurado o resultado do desfile de São Paulo e quem venceu foi a Rosas de Ouro – fiquei feliz porque tava torcendo contra a roubalheira deslavada que deu o título à Mocidade Alegre nos últimos anos. E como minha escola de São Paulo, em 2009, depois de muitas barrigadas, caiu pro grupo de acesso eu fiquei torcendo pra duas tradicionais: Vai-vai e Rosas de Ouro, mas no fim, me vi torcedo anti-Mocidade.

A folga tá acabando, ainda que eu só trabalhe na 5ª. Amanhã tem a apuração do Rio e o decreto do fim da folia com a chegada da 4ª feira de Cinzas.

É um clichê no Brasil dizer que o ano começa depois do Carnaval, mas pra mim, o ano termina depois do Carnaval. Pensa bem: amanhã já devem começar as propagandas da Páscoa, que logo são substituídas pelas de Dia das Mães, que ficam pra trás pra dar lugar a de Dia dos Namorados, Festa Junina, Dia dos Pais, Dia das Crianças e pumba, Natal e o ano já foi. Depois do Carnaval o ano voa com mais força e já era, ficamos mais velhos…

Agora é o momento das coisas começarem a acontecer mais rápido do que temos capacidade de registrar e vamos que vamos que a vida é essa… =D

Anúncios