You are currently browsing the monthly archive for março 2010.

Desenho toda a calçada
Acaba o giz, tem tijolo de construção
Eu rabisco o sol que a chuva apagou

Giz (Renato Russo / Dado Villa-Lobos / Marcelo Bonfá) – Legião Urbana

Uma vez li uma entrevista do Renato Russo dizendo que essa era a música da Legião que ele mais gostava, e fiquei toda pimpona, porque é também a minha preferida, verso por verso. Acho a letra todinha perfeita.

Mas o trecho selecionado tem muito a ver com o atual momento. Parece que as coisas insistem em desabar (literalmente) em cima de mim, só que eu, teimosa que sou, não me conformo em ficar soterrada. Retiro os entulhos e vou seguindo em frente, sempre! Tô sempre disposta a rabiscar o sol que a chuva apagar, sempre, sempre, sempre e sempre. Conformismo não é um ingrediente que está na minha receita.

Quando a minha mão firmou
Você sorriu, eu trepidava
Quando o furacão passou
A tua boca é que ventava
Se eu parasse o tempo ali
E eu não tivesse mais que ir
Você me acompanhava e me daria a mão?
Na sua calmaria
Eu iria ser vulcão
E quando o sol se for
E o frio me tocar
É com você que eu vou estar

Quando – Myllena

Você me acompanhava e me daria a mão, hoje e sempre. Só eu e você é que sabemos o quanto isso é certo para nós e que cada e nem ninguém é capaz de interferir nisso. Estamos juntos, principalmente nos pequenos atos e nesses atos não deixamos nunca de transparecer o nosso amor. Estarei sempre ali pra estender a mão pra ele e nas muitas situações em que precisei a mão me foi estendida… <3

Trator (Flávio Venturini e Fernando Brant) – Flávio Venturini

Minha vida não anda bolinho (saiba mais aqui), por isso, decidi surrupiar essa imagem do Memória Musical e deixar o post de hoje feitinho.

Devidamente creditado, não posso deixar de dizer que eu gosto muito dessa música, bem como gosto muito de Flávio Venturini. E como não tô afim de ficar me lamuriando pelos cantos, e quero tocar a vida em frente, nada melhor que musiquinha feliz e blog atualizado.

Abra a porta
E vá entrando
Felicidade vai
Brilhar no mundo

Imunização Racional (Que Beleza) – Tim Maia – Mas a versão do Monobloco também é maravilhosa…

Sabe aqueles dias que você tá feliz e saltitante, que tá dando bom dia pra cada graminha do jardim?! Pois é, hoje eu tô assim, de bem com a vida e acreditando que absolutamente tudo vai dar certo. Alto-astral é o caminho. Abra a porta, que a felicidade vai entrar no mundo como já diria o incrível Tim Maia. =)

Bom seria se a gente tivesse esse pique e visão positiva da vida todos os dias, né! Porque tem dias que a jururuzice toma conta e a gente fica prostrada. Vou aproveitar que comecei bem a semana pra ver se a levo assim até ao menos o domingo – hehehe.

Não guardo palavras
Que fazem lembrar
Qualquer coisa entalada na garganta
Irrita, engasga, dá nó

Desejo (Dida e Márcio Marrone) – Negril

Em muitos momentos isso acaba se tornando um problema, e eu, de fato, preciso aprender a ficar calada, mas não tem jeito, pra mim é uma verdade que “qualquer coisa entalada na garganta irrita”. Não sou de fazer tipo e nem de meias palavras, não gosto de disse-que-disse. Isso é bom, porque todo mundo que me conhece sabe que sou sincera (até demais às vezes). Mas é uma merda também, porque tem horas – e garanto que não sou poucas – que eu penso: pra quê? por que não guardei minha língua dentro da boca? não ganhei nada sendo tão sincera…

Sempre vi nisso um dos meus maiores defeitos, nunca percebi essa sinceridade excessiva como qualidade como alguns alegam, pois só eu sei em quantas enrascadas me meti por conta disso. E estou aqui com 31 anos e sem ter aprendido a guardar o que penso só pra mim. Ok, tenho progredido e às vezes me auto-parabenizo por deixar passar umas e outras considerações desnecessárias. Quem sabe até os 40 eu adquira esse dom da semi-sinceridade, né!

Por enquanto sigo assim, extremadamente faladeira e sincera e por conta disso, muitas vezes tomando no cu. Mas vamos que vamos… =)

Beija-Flor de amor me leva
Como o vento levou a folha
Minha Mamãe soberana
Minha Floresta de jóia
Tu que dás brilho na sombra
Brilhas também lá na praia

Benke (Milton Nascimento e Márcio Borges) – Milton Nascimento

Hoje é aniversário da minha mãe, que é, assustadoramente, a pessoa mais importante da minha vida. Nunca na vida vou conseguir expressar em palavras, atos ou qualquer outro tipo de coisa, o quanto ela é necessária pra mim e o quão desnorteada eu ficaria se ela não fizesse parte de tudo, tudo mesmo…

Absolutamente NADA do que sou, do que fui, do que serei, assim seria se minha mãe não tivesse feito parte disso tudo, se não tivesse sido a mãe leoa que sempre foi, disposta a trabalhar 14 horas por dia pra nos oferecer a melhor educação, os melhores cursos de língua, as melhores academias de dança, as viagens mais engrandecedoras e confortáveis, os brinquedos mais sonhados etc. etc. etc.

E mesmo depois que eu e meu irmão nos tornamos adultos, ainda assim, ela não sossegou e não deixou de estar ao nosso lado, sempre tentando colaborar de toda maneira que pode para a realização dos nossos sonhos. Ela é assim: mãe em tempo integral. Mãe no sentido mais pleno da palavra. Excelente na tarefa de educar, que vestiu pra si e disso fez sua profissão de professora e pedagoga que é e sempre esteve disposta a nos estender mais uma vertente de aprendizado.

Dizer que ela é a melhor mãe do mundo é clichê e não soa verdadeiro. Ela cometeu seus erros, sem dúvida, como todos cometemos. Mas sei, seguramente, que ela foi a melhor mãe que conseguiu ser e isso é maravilhoso, porque desempenhou brilhante bem o papel no qual tanto se empenhou… E é por isso que sou imensamente agradecida e que o meu amor por ela só sabe crescer. Mãe obrigada por tudo e, principalmente, obrigada por ser a minha mãe.

Chega mais perto moço bonito
Chega mais perto meu raio de sol
A minha casa é um escuro deserto
Mas com você ela é cheia de sol
Molha tua boca na minha boca
A tua boca é meu doce é meu sal

Tema de amor de Gabriela (Tom Jobim) – Gal Costa

E hoje completamos 5 anos de namoro e tanta história juntos que jamais eu poderia colocar em um único post. Foram milhares (maybe milhões) de beijos, milhares de brigas, quase dois milhares de dias, 43 milhares de horas, 2.629.440 minutos, 157.766.400 segundos e uma vontade infinita de ficar juntos e construir um futuro ao lado do outro.

Só nós dois sabemos o tamanho do nosso amor e da nossa cumplicidade e porque encaramos tantas barreiras para estarmos juntos. E essa é a maior prova de amor que eu poderia receber nessa vida. <3

É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã
É um resto de mato, na luz da manhã
São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração

Águas de Março – Tom Jobim

Pode parecer heresia, mas eu não gosto da versão dueto do Tom com a Elis. Não gosto daquele final (dá pa dá dum bá). Mas eu acho a letra incrível, genial etc. etc. etc.

E março começou do jeito que tem que ser, e que sempre foi nesses meus quase 31 anos de vida: com muita, muita, muita chuva. Não em qualidade, nada parecido com os temporais de janeiro desse ano, mas em quantidade: sabe aquela garoa chata que insiste em cair o dia todo?! Pois então…

Março é meu mês predileto, não só por ser meu aniversário, mas principalmente por isso. É que, bem ou mal, é em março mesmo que o ano começa de fato, além de ter tanta gente legal e de bem com a vida que também aniversaria no mesmo mês que eu (todos frutos de uma romântica noite de Dia dos Namorados – hehehe). Mas março tá aí, eu amo março, meu aniversário é no fim da semana, e esse meu novo ano que começa na sexta-feira promete ser muitíssimo melhor que 2009, que não vai deixar saudades. =)

Bom, depois de março o verão acaba e espero, verdadeiramente, que o calorão insuportável que nos assola seja mais ameno no outono. Vamos que vamos…

Instagram

Simples Desejo (Daniel Carlomagno e Jair Oliveira) - Luciana Mello #mpb #lucianamello #jairoliveira

Isso é um mantra diário, sempre que algo vem pra azucrinar e tirar a minha paz. 😊 Cajuína - Caetano Veloso (mas eu gosto bem mais na voz da Gal Costa) - é uma música linda, lindíssima, curtinha e maravilhosa, que sempre, sempre, sempre me arranca lágrimas. Caetano a compôs em homenagem ao amigo Torquato Neto, que foi junto com ele um dos fundadores do Tropicalismo, e que se suicidou no começo da década de 70.  #MPB #tropicalismo #caetanoveloso #galcosta #torquatoneto Ê, povo, ê - Gilberto Gil #MPB #GilbertoGil - música que tá tocando em looping na minha semana desde domingo. Código de acesso (Itamar Assunção) - Zélia Duncan #MPB #zéliaduncan #itamarassunção Eu nunca te amei idiota (Alvin L.) - Ana Carolina #MPB #rocknacional #anacarolina Sobre o tempo (John) - Pato Fu #patofu #rocknacional #fernandatakai Dê um rolê (Moraes Moreira) - Novos Baianos #NovosBaianos #MPB Caçamba (Éfson e Odibar) - Molejo #samba #pagode #molejo Viva (Kledir Ramil) – Kleiton e Kledir #MPB #kleitonekledir
Simples Desejo (Daniel Carlomagno e Jair Oliveira) - Luciana Mello #mpb #lucianamello #jairoliveira

Isso é um mantra diário, sempre que algo vem pra azucrinar e tirar a minha paz. 😊