Eu sou a chuva que lança a areia do Saara
Sobre os automóveis de Roma
Eu sou a sereia que dança, a destemida Iara
Água e folha da Amazônia
Eu sou a sombra da voz da matriarca da Roma Negra
Você não me pega, você nem chega a me ver

Reconvexo (Caetano Veloso) – Maria Bethânia

Pra começar, essa música, na voz do Caetano perde metade de sua graça… E olha que nem sou fã da Bethânia, mas sua voz forte e característica imprimem personalidade à letra tão lindamente composta por Caetano. Tenho trabalhado tanto e feito tantas e tantas coisas, como boa mulher moderna que sou, que quase tenho me sentido onipresente e onipotente, podendo fazer tudo ao mesmo tempo e estar em vários lugares simultaneamente.

Ultimamente tenho tido pouco tempo pra fazer coisas que gosto, mas, não me pergunte como, tenho conseguido dar conta de tudo. De chegar do trabalho e brincar com a Pepper, de curtir o Thi, de assistir aos jogos da Copa (como apaixonada por futebol que sou), de ver meus pais, de ir ao cinema e por aí vai. Como tenho dado conta disso, mesmo tendo um trabalho fixo e fazendo uns mil jobs como free-lancer, é um mistério até pra mim, mas, impressionantemente, tenho dado conta de tudo isso.

E sei que, por mais que eu esteja me sentido bem cansada, e querendo umas horinhas extra de sono (ainda mais com esse frio que tem feito em São Paulo), mas sei que isso é apenas o momento e que logo mais as coisas se acalmam e eu vou poder fazer tudo que estou fazendo e ainda por cima, conseguir dormir um pouco mais. =)

Anúncios