Às vezes te odeio por quase um segundo
Depois te amo mais
Teus pêlos, teu gosto, teu rosto, tudo
Tudo que não me deixa em paz

Quase um segundo (Herbert Vianna) – Paralamas do Sucesso

Vida de casado é assim, né! E nem me fazendo de vítima não, porque acho que o sentimento deve ser recíproco do outro lado. Mas é que às vezes vamos aguentando coisas, coisas e mais coisas em nome do amor que sentimos e aí pensamos: ah, nem vou reclamar por conta disso, é bobeira…

Só que aí o tempo vai passando e uma sucessão de coisas pequenas vão começando a encher o saco e se transformar em algo bem grande e num fardo tão difícil de carregar… E, de repente, uma coisa realmente pequena faz o copo transbordar. Aí fodeu!!! A gente quer esganar, trucidar, matar de uma maneira lenta e dolorida. Aí vem o momento de jogar na cara, berrar, cutucar feridas e, eis que uma palavra dita de volta te desarma e você vê que, fato, o amor é maior que muita bobeirinha… <3

Anúncios