A nossa história parece um filme
Que assistimos na semana passada
Final feliz, isso é normal,
Realidade é muito mais virtual
Não tem ressentimento pois contigo aprendi
Que desse amor não podemos fugir
Cartas sobre a mesa, não podemos negar
Nada é perfeito mas eu quero é jogar

Realidade Virtual (Toni Garrido, Lazão, Da Gama, Bino) – Cidade Negra

Semana passada, voltando do Rio ressuscitei alguns CDs para ir ouvindo durante as cerca de 10 horas de viagem – porque desde fevereiro, quando meu vôo atrasou 7 horas, já vi que o jeito mais rápido e confiável de se ir até o Rio é de carro – sem falar na comodidade de ter transporte pra todo lado numa cidade que tem trasporte público mais deficiente do que São Paulo e ter toda a liberdade de chegar e sair de lá na hora que eu bem entender.

E na viagem que fiz semana retrasada eu ressuscitei meus CDs do Cidade Negra e aí que, ouvindo Realidade Virtual, vi que alguns trechos dela remetem tanto à minha história com o Thiago. São 6 anos e meio juntos e já passamos por tanta coisa, tanta, tanta, tanta. Todo o tipo de situação, desde as mais felizes e sublimes, às mais sofridas e duras, e como companheiros que somos, seguimos adiante.

E esse é trecho é tão a gente que eu fiquei cantarolando por dias, até que me sobrou um tempinho de vir aqui e postar. Sei que já prometi isso tantas vezes, mas vou reforçar: vou tentar não ficar tanto tempo sem postar. :)

Anúncios