Vamos acordar
Hoje tem um sol diferente no céu
Gargalhando no seu carrossel
Gritando: ‘nada é tão triste assim’

É tudo novo de novo
Vamos nos jogar onde já caímos
Tudo novo de novo
Vamos mergulhar do alto onde subimos

Vamos celebrar
Nossa própria maneira de ser
Essa luz que acabou de nascer
Quando aquela de trás apagou

E vamos terminar
Inventando uma nova canção
Nem que seja uma outra versão
Pra tentar entender que acabou
Mas é tudo novo de novo…

Tudo novo de novo – Paulinho Moska

Essa música do Paulinho Moska é muito apaixonante, e aí que eu ganhei o box da série Tudo Novo de Novo (a melhor que a Globo já produziu e que tinha um formato bem parecido com as séries americanas, mas que, infelizmente, não saiu da primeira temporada), e essa, obviamente, é a música de abertura.

E ela é tão amorzinho que acabou grudando na cabeça e eu fiquei pensando na letra o tempo todo, e em quanto é bom que encaremos a vida dessa maneira de que tudo pode ser novo, de novo e sempre. Não adianta a gente ficar se lamuriando, sofrendo e remoendo por aquilo que já foi, que já passou, que não deu certo, porque quando é hora de ir em frente, não há nenhuma outra maneira de fazermos isso, a não ser seguindo adiante. Então, que encaremos isso do melhor jeito possível. A gente pode, como sugeriu Paulinho Moska, fazer uma nova canção, ou mesmo escrever nossa própria versão de uma outra, e assim repaginar o que não tá nos fazendo bem.

Hoje começa a segunda semana do ano, a primeira em que a vida volta ao normal e entra nos eixos e na rotina de sempre, então nada melhor que encararmos 2013 como sendo tudo novo de novo. ;)

365/07

Anúncios