You are currently browsing the category archive for the ‘Já dancei’ category.

Quero a utopia, quero tudo e mais
quero a felicidade dos olhos de um pai
quero a alegria, muita gente feliz
quero que a justiça reine em meu país

Quero a liberdade, quero o vinho e o pão
quero ser amizade, quero amor, prazer
quero nossa cidade sempre ensolarada
os meninos e o povo no poder, eu quero ver

São José da Costa Rica, coração civil
me inspire no meu sonho de amor Brasil
se o poeta é o que sonha o que vai ser real
bom sonhar coisas boas que o homem faz
e esperar pelos frutos no quintal

Sem polícia, nem a milícia, nem feitiço, cadê poder?
Viva a preguiça, viva a malícia que só a gente é que sabe ter
Assim dizendo a minha utopia
Eu vou levando a vida, eu vou viver bem melhor
Doido pra ver o meu sonho teimoso um dia se realizar

Coração Civil – Milton Nascimento

Essa música é meu TOP3 de Milton – e olha que é difícil, viu… Porque pra mim é uma árdua tarefa fazer um TOP30 dele, imagina um TOP3!!! Sou completamente apaixonada por ela. O coro de crianças, logo no comecinho já faz as lágrimas começarem a encher meus olhos. Montei com ela uma coreografia que eu amava para um espetáculo que dirigi de 20 anos de Anistia, em 1999. Ano passado, tive a felicidade de ver uma linda versão da música interpretada pelo pessoal do Coral da UFC, com minha amada Xellyta no meio, pra me emocionar ainda mais.

E com tudo que vem rolando na Copa, as inúmeras demonstrações de solidariedade, afeto, respeito, eu acredito que ela caia como uma luva para o momento, porque eu quero que ver muito mais “alegria, muita gente feliz”, e seguramente “quero que a justiça reine em meu país”. E quero que isso se irradie, vire realidade constante e regra, que um sonho de liberdade, justiça e igualdade se reflitam nas urnas e que a gente possa junto construir um país melhor. Milton sempre me inspira, me faz refletir, me faz acreditar no melhor das pessoas e me faz sonhar sempre com a “cidade sempre ensolarada, os meninos e o povo no poder”. E eu sei que estamos caminhando cada vez mais nesse sentido, ainda que seja trabalho de formiguinha. <3

Se a vida é uma longa espera
Então ensina-me a te esperar
Se a vida é breve primavera
Deixe-nos dela beber e já…

Sete Vidas (Marcus Viana) – Adriana Mezzadri

Sem nada de muito especial pra escrever, só da emoção imensa que essa música me desperta desde sempre, além de tê-la dançado em 2003, na coreografia Salamandras – uma das mais lindas que dancei e que nos rendeu muitos prêmios. Mas desde o começo da semana passada, comecei a ler o romance A Casa das Sete Mulheres, além de, desde ontem, ter pegado emprestado o box da minha mãe e estar revendo a minissérie e aí, foi impossível não voltar à minha paixão por essa música.

Ainda bem que a trilha sonora eu tenho desde 2003. Agora já era, terei que ouvir à exaustão e ficar lembrando porque eu sou fã do trabalho do Marcus Viana. <3

Olha
Será que ela é moça
Será que ela é triste
Será que é o contrário
Será que é pintura
O rosto da atriz
Se ela dança no sétimo céu
Se ela acredita que é outro país
E se ela só decora o seu papel
E se eu pudesse entrar na sua vida

Beatriz (Edu Lobo e Chico Buarque) – Milton Nascimento

No primeiro post que eu fiz aqui no Silêncio e Som, eu citei o Trecho do Dia, blog da querida Bia Porfírio e que me serviu de inspiração pra criar esse.

E no meu post de ontem, do Sete Cenas de Imyra, a Bia disse que queria ter uma história “nomial” que nem a minha, e eu falei que ela deveria falar por aí que o dela foi inspirado na música Beatriz do Chico Buarque e Edu Lobo, e por isso, o post de hoje vai pra ela.

Lembrando que Beatriz está entre os nomes com o significado mais lindo que eu conheço – que quer dizer, aquela que faz os outros feliz.

Quando tinha 15 anos dancei um solo com essa música, que foi, certamente uma das coreografias mais lindas que já encenei e já vi. Foi montado pela Ana Lúcia Evans e era profundamente tocante… <3

Instagram

Simples Desejo (Daniel Carlomagno e Jair Oliveira) - Luciana Mello #mpb #lucianamello #jairoliveira

Isso é um mantra diário, sempre que algo vem pra azucrinar e tirar a minha paz. 😊 Cajuína - Caetano Veloso (mas eu gosto bem mais na voz da Gal Costa) - é uma música linda, lindíssima, curtinha e maravilhosa, que sempre, sempre, sempre me arranca lágrimas. Caetano a compôs em homenagem ao amigo Torquato Neto, que foi junto com ele um dos fundadores do Tropicalismo, e que se suicidou no começo da década de 70.  #MPB #tropicalismo #caetanoveloso #galcosta #torquatoneto Ê, povo, ê - Gilberto Gil #MPB #GilbertoGil - música que tá tocando em looping na minha semana desde domingo. Código de acesso (Itamar Assunção) - Zélia Duncan #MPB #zéliaduncan #itamarassunção Eu nunca te amei idiota (Alvin L.) - Ana Carolina #MPB #rocknacional #anacarolina Sobre o tempo (John) - Pato Fu #patofu #rocknacional #fernandatakai Dê um rolê (Moraes Moreira) - Novos Baianos #NovosBaianos #MPB Caçamba (Éfson e Odibar) - Molejo #samba #pagode #molejo Viva (Kledir Ramil) – Kleiton e Kledir #MPB #kleitonekledir
Simples Desejo (Daniel Carlomagno e Jair Oliveira) - Luciana Mello #mpb #lucianamello #jairoliveira

Isso é um mantra diário, sempre que algo vem pra azucrinar e tirar a minha paz. 😊