You are currently browsing the tag archive for the ‘Änïmä’ tag.

Recriar cada momento belo já vivido
e ir mais, atravessar fronteiras do amanhecer
e ao entardecer olhar com calma
então…

Alma, vai além de tudo
o que o nosso mundo ousa perceber
Casa cheia de coragem, vida
tira a mancha que há no meu ser
Te quero ver, te quero ser,
Alma

Änïmä (Milton Nascimento e José Renato) – Milton Nascimento

Essa é a minha música favorita na vida, por isso ela já apareceu outras vezes aqui, e como faz um tempo que eu não apareço por aqui, nada mais justo do que ela para reabrir os trabalhos, né!

Tô numa correria tão louca, que eu tenho 12 posts rascunhados aqui que eu não consegui terminar. Mas tô me empenhando em administrar melhor o meu tempo pra conseguir postar mais aqui e no Teia de Renda. Porque, bem ou mal, vir aqui escrever é uma terapia.

E Änïmä, pra mim é uma dessas músicas que me traz lágrimas aos olhos e que como a própria letra sugere, sempre me faz dar um mergulho dentro da minha alma. É dessas que eu gosto e ouvir quando preciso parar, respirar, ficar mais centrada. E é o que eu mais tenho tentado fazer ultimamente. E pela enésima vez, prometo que vou tentar postar mais. :)

Lapidar
Minha procura
Toda trama lapidar
O que o coração
Com toda inspiração
Achou de nomear
Gritando: Alma
Recriar
Cada momento belo já vivido
E ir mais
Atravessar fronteiras do amanhecer
E ao entardecer
Olhar com calma
Então
Alma, vai além de tudo
O que o nosso mundo ousa perceber
Casa cheia de coragem, vida
Tira a mancha que há no meu ser
Te quero ver
Te quero ser
Alma

Änïmä – Milton Nascimento

Essa é uma das minhas músicas preferidas de toda a vida. Amo demais, me toca totalmente. E estou num momento muito de busca por respostas sinceras pra toda uma vida, de rumos que precisam ser tomados e que tem que ser analisados e pesados com muito carinho e atenção.

Estou mergulhando dentro de mim e estou cercada por pessoas amadas, que me apoiam e que me passam confiança nessa minha busca e acredito que estou trilhando o caminho certo. Estou feliz, confiante e empolgada.

Lapidar minha procura toda trama
Lapidar o que o coração com toda inspiração
Achou de nomear gritando…
Alma
Recriar cada momento belo já vivido e mais
Atravessar fronteiras do amanhecer
E ao entardecer olhar com calma então
Alma vai além de tudo que o nosso mundo ousa perceber
Casa cheia de coragem, vida tira a mancha que há no meu ser
Te quero ver, te quero ser
Alma

Änïmä – Milton Nascimento

Tentando ir além de tudo que o nosso mundo ousa perceber e mais que tudo tirando a mancha que há no meu ser…

Instagram

Simples Desejo (Daniel Carlomagno e Jair Oliveira) - Luciana Mello #mpb #lucianamello #jairoliveira

Isso é um mantra diário, sempre que algo vem pra azucrinar e tirar a minha paz. 😊 Cajuína - Caetano Veloso (mas eu gosto bem mais na voz da Gal Costa) - é uma música linda, lindíssima, curtinha e maravilhosa, que sempre, sempre, sempre me arranca lágrimas. Caetano a compôs em homenagem ao amigo Torquato Neto, que foi junto com ele um dos fundadores do Tropicalismo, e que se suicidou no começo da década de 70.  #MPB #tropicalismo #caetanoveloso #galcosta #torquatoneto Ê, povo, ê - Gilberto Gil #MPB #GilbertoGil - música que tá tocando em looping na minha semana desde domingo. Código de acesso (Itamar Assunção) - Zélia Duncan #MPB #zéliaduncan #itamarassunção Eu nunca te amei idiota (Alvin L.) - Ana Carolina #MPB #rocknacional #anacarolina Sobre o tempo (John) - Pato Fu #patofu #rocknacional #fernandatakai Dê um rolê (Moraes Moreira) - Novos Baianos #NovosBaianos #MPB Caçamba (Éfson e Odibar) - Molejo #samba #pagode #molejo Viva (Kledir Ramil) – Kleiton e Kledir #MPB #kleitonekledir
Simples Desejo (Daniel Carlomagno e Jair Oliveira) - Luciana Mello #mpb #lucianamello #jairoliveira

Isso é um mantra diário, sempre que algo vem pra azucrinar e tirar a minha paz. 😊