You are currently browsing the tag archive for the ‘Legião Urbana’ tag.

Dizia ele: “Estou indo pra Brasília
Neste país lugar melhor não há”

Faroeste Caboclo (Renato Russo) – Legião Urbana

Minha segunda vez em Brasília. A primeira foi em 2010, naquele bate-volta insano pra vir buscar a Amélie, agora, embora rapidinho, já que o intuito seja ver a disputa de 3º e 4º lugares da Copa (e que eu nunca supus que fosse ser jogo do Brasil), viemos com um dia e meio de antecedência e tá dando pra aproveitar um pouquinho.

Estamos sendo recebidos magnificamente bem pela Rita, mãe da minha xará Tayra, que além de nos hospedar ainda tá servindo de guia-turístico. Hoje fomos ver o Palácio do Alvorada, Congresso, Catedral e Esplanada dos Ministérios. Amanhã cedo vamos ao Lago Paranoá e vamos subir a Torre de TV pra ver Brasília de cima (tudo isso antes de ir pro jogo – hehehehe).

Mas estou amando Brasília, e enfim, costruindo uma impressão sobre o lugar. E já quero morar aqui na Asa Norte, pode? <3

Ah, agora o Silêncio e Som também tem Instagram, aproveita e segue a gente por lá, pra conferir as “imagens” nas nossas músicas.

Vamos celebrar
A estupidez humana
A estupidez de todas as nações
O meu país e sua corja de assassinos
Covardes, estupradores e ladrões…

Vamos celebrar
A estupidez do povo
Nossa polícia e televisão
Vamos celebrar nosso governo
E nosso estado que não é nação…

Celebrar a juventude sem escolas
As crianças mortas
Celebrar nossa desunião…

Vamos celebrar Eros e Thanatos
Persephone e Hades
Vamos celebrar nossa tristeza
Vamos celebrar nossa vaidade…

Vamos comemorar como idiotas
A cada fevereiro e feriado
Todos os mortos nas estradas
Os mortos por falta de hospitais…

Vamos celebrar nossa justiça
A ganância e a difamação
Vamos celebrar os preconceitos
O voto dos analfabetos
Comemorar a água podre
E todos os impostos
Queimadas, mentiras e sequestros…

Nosso castelo de cartas marcadas
O trabalho escravo
Nosso pequeno universo
Toda a hipocrisia
E toda a afetação
Todo roubo e toda indiferença
Vamos celebrar epidemias
É a festa da torcida campeã…

Vamos celebrar a fome
Não ter a quem ouvir
Não se ter a quem amar
Vamos alimentar o que é maldade
Vamos machucar o coração…

Vamos celebrar nossa bandeira
Nosso passado de absurdos gloriosos
Tudo que é gratuito e feio
Tudo o que é normal
Vamos cantar juntos o hino nacional
A lágrima é verdadeira
Vamos celebrar nossa saudade
Comemorar a nossa solidão…

Vamos festejar a inveja
A intolerância, a incompreensão
Vamos festejar a violência
E esquecer a nossa gente
Que trabalhou honestamente
A vida inteira
E agora não tem mais
Direito a nada…

Vamos celebrar a aberração
De toda a nossa falta de bom senso
Nosso descaso por educação
Vamos celebrar o horror de tudo isto
Com festa, velório e caixão
Tá tudo morto e enterrado agora
Já que também podemos celebrar
A estupidez de quem cantou
Essa canção…

Venha!
Meu coração está com pressa
Quando a esperança está dispersa
Só a verdade me liberta
Chega de maldade e ilusão
Venha!
O amor tem sempre a porta aberta
E vem chegando a primavera
Nosso futuro recomeça
Venha!
Que o que vem é Perfeição!

Perfeição (Renato Russo) – Legião Urbana

Já na semana passada começou a patrulha anti-BBB, mas hoje, com a estreia do programa, ela está se intensificando. O grande problema desse tipo de coisa é a maneira como é feito, meio-ditatorial, querendo impor uma opinião e desqualificar quem assiste ao programa.

E a minha indignação diante dessa postura é tanta, me dá asco desse tipo de postura, que eu nem consegui selecionar um só trecho da música do Renato Russo. É bom para que as pessoas leiam verso por verso, reflitam sua postura diante da vida e sejam engajados diante daquilo que realmente importa, do que merece empenho, do que faz diferença. Ter essa postura diante da vida, e não partir pro ataque de cachorro morto. Duvido que quem assiste a BBB ache que aquilo agregue algo a sua vida. As pessoas assistem porque acham engraçado, porque curtem a sensação de voyeurismo, por gostarem de falar da vida alheia, e não porque acreditem que aquilo as tornará pessoas melhores e mais cultas. E o pior é que as pessoas que mais bradam contra o Big Brother passam o resto do ano assistindo porcaria e falando sobre elas em suas redes sociais, e acham tudo isso normal. Só BBB que não pode. Esse papo cansa e muito.

Se não gosta é só ir fazer uma outra coisa, mudar de canal, sei lá, é melhor do que ir pro Facebook atacar a quem assiste. Melhor e mais útil. Mas acho que as pessoas acreditam que é isso que precisam e devem fazer para construir um mundo melhor e “perfeito” e não percebem que a perfeição que constroem é só essa cantada pela Legião Urbana.

365/08

Já estou cheio de me sentir vazio
Meu corpo é quente e estou sentindo frio
Todo mundo sabe e ninguém quer mais saber
Afinal, amar o próximo é tão demodé

Baader-Meinhof Blues (Dado Villa-lobos/ Renato Russo / Marcelo Bonfá) – Legião Urbana

O tempo começou a virar em São Paulo ontem e hoje decidiu virar totalmente… Além daquela chuva fina, que não ata e nem desata e que não para de cair desde ontem, a temperatura despencou, o que me fez adiar por quatro horas o momento de sair da cama…

Sério, a maior vantagem de trabalhar em casa é ter sempre ao meu dispôr uma cama quentinha, com edredon e a barriguinha ainda mais quentinha da Pepper e um abraço aconchegante do Thi. E por isso, apesar desse frio chatolino e do tempo horroroso, é que eu não tenho do que reclamar… <3

Desenho toda a calçada
Acaba o giz, tem tijolo de construção
Eu rabisco o sol que a chuva apagou

Giz (Renato Russo / Dado Villa-Lobos / Marcelo Bonfá) – Legião Urbana

Uma vez li uma entrevista do Renato Russo dizendo que essa era a música da Legião que ele mais gostava, e fiquei toda pimpona, porque é também a minha preferida, verso por verso. Acho a letra todinha perfeita.

Mas o trecho selecionado tem muito a ver com o atual momento. Parece que as coisas insistem em desabar (literalmente) em cima de mim, só que eu, teimosa que sou, não me conformo em ficar soterrada. Retiro os entulhos e vou seguindo em frente, sempre! Tô sempre disposta a rabiscar o sol que a chuva apagar, sempre, sempre, sempre e sempre. Conformismo não é um ingrediente que está na minha receita.

Instagram

Simples Desejo (Daniel Carlomagno e Jair Oliveira) - Luciana Mello #mpb #lucianamello #jairoliveira

Isso é um mantra diário, sempre que algo vem pra azucrinar e tirar a minha paz. 😊 Cajuína - Caetano Veloso (mas eu gosto bem mais na voz da Gal Costa) - é uma música linda, lindíssima, curtinha e maravilhosa, que sempre, sempre, sempre me arranca lágrimas. Caetano a compôs em homenagem ao amigo Torquato Neto, que foi junto com ele um dos fundadores do Tropicalismo, e que se suicidou no começo da década de 70.  #MPB #tropicalismo #caetanoveloso #galcosta #torquatoneto Ê, povo, ê - Gilberto Gil #MPB #GilbertoGil - música que tá tocando em looping na minha semana desde domingo. Código de acesso (Itamar Assunção) - Zélia Duncan #MPB #zéliaduncan #itamarassunção Eu nunca te amei idiota (Alvin L.) - Ana Carolina #MPB #rocknacional #anacarolina Sobre o tempo (John) - Pato Fu #patofu #rocknacional #fernandatakai Dê um rolê (Moraes Moreira) - Novos Baianos #NovosBaianos #MPB Caçamba (Éfson e Odibar) - Molejo #samba #pagode #molejo Viva (Kledir Ramil) – Kleiton e Kledir #MPB #kleitonekledir
Simples Desejo (Daniel Carlomagno e Jair Oliveira) - Luciana Mello #mpb #lucianamello #jairoliveira

Isso é um mantra diário, sempre que algo vem pra azucrinar e tirar a minha paz. 😊