You are currently browsing the tag archive for the ‘Portela’ tag.

Mas iremos achar o tom
Um acorde com lindo som
E fazer com que fique bom
O utra vez o nosso cantar
E a gente vai ser feliz
Olha nós outra vez no ar
O show tem que continuar

O show tem que continuar (Arlindo Cruz/Sombrinha/Luiz Carlos da Vila) – Fundo de Quintal

Minhas suspeitas confirmadas, minha Portela mais uma vez permanece na fila, mas ao menos ganhou a Vila Isabel que fez um desfile lindíssimo e fechou com chave de ouro o segundo dia. A Portela é super tradicionalista, tem um virtuosismo que apaixona, mas que muitas vezes a prejudica, porque é difícil lutar sem armas num cenário onde os adversários vem armados até os dentes. Desfiles cada vez mais luxuosos, com efeitos e defeitos especiais, acabam ofuscando o que deveria ser exaltado, que é o samba, a beleza de uma comunidade se unindo por um objetivo comum. O Carnaval há muito tempo virou uma máquina de dinheiro, onde o samba em si, e as tradições foram renegados e estão em segundo plano.

A única coisa que me deixa feliz é que ganhou um samba muito bonito, de uma escola que tem história e comunidade envolvida, e não os fru-frus e efeitos do Paulo Barros, que encanta principalmente aqueles que não se importam com o verdadeiro espírito carnavalesco. Parabéns, Vila Isabel! E Portela, vamos em frente, focados nesse samba de Arlindo Cruz, porque o show tem que continuar mesmo, e logo mais a gente acha o tom. ;)

365/39

Anúncios

E lá vou eu cantando com a minha viola
O amor tem seus mistérios
Por onde me deixo levar
Laiá
Nossa história começa por lá
No engenho da fazenda
Dos cantos de “canaviá”

Bate o sino da capela
Ôi… que é dia de santo, sinhá

Tem mironga de jongueiro
O tambor me chamou pra dançar

Tempo rodou na roda do trem e veio
A inspiração do partideiro
Que versou no Mercadão
Foi nesse chão
Que a estrela brilhou no tablado
O “Madura” pisou no gramado
O malandro charmoso dançou
No pagode com outro gingado
Quando o bloco chegou
Agitou o suingue do black
E a nega baiana girou

Cai na folia, sem grilo, meu bem vem na fé
Na ilusão da fantasia
Vai como pode quem quer

Surgiu a serrinha imperial
Em outros caminhos para o mesmo ritual
Portela, meu orgulho suburbano
Traz os poetas soberanos nesse trem para cantar
Que Madureira é muito mais do que um lugar
É a capital de um sonho que me faz sambar

Abre a roda, chegou Madureira
A poeira já vai levantar
O batuque ginga ioiô
Ginga iaiá

Madureira… Onde o meu coração se deixou levar (Wanderley Monteiro, Luiz Carlos Máximo, André do Posto 7 e Toninho Nascimento) – G.R.E.S. Portela

Minha Portela fechou ontem o primeiro dia de desfile do Rio, e foi lindo!!! É gritante o quanto há uma diferença dela pra várias outras escolas grandes que fizeram enredos patrocinados, o quanto as alegorias eram mais simples, mas o que ninguém tira da Portela é o amor e o envolvimento da comunidade ao seu redor, e isso é ímpar. Um enredo lindo, contando a história do bairro onde a escola surgiu, e fazendo uma justa homenagem a Paulinho da Viola, que completa 70 anos. A escola toda cantando, dançando, emocionada. E a gente ainda tem a primeira e única Velha Guarda de verdade, figuras lindas e icônicas emocionando todo portelense: Monarco, Suriquinha, Dodô e tantos outros que fazem parte da história desse amor em azul e branco.

Eu acho que a gente não leva, que ficaremos mais um ano na fila, mas acho que o desfile foi lindo, emocionante e em vários momentos trouxe lágrimas aos meus olhos e por isso abre a roda, chegou Madureira… <3

365/37

Se tu fores na Portela
Tudo encontrarás
Alegria, tudo de bom, amor
Ouvirás as nossas poesias
E um turbilhão de melodias
Desaparecem suas mágoas, linda flor
Ora, vem comigo, amor

Se tu fores na Portela
Aonde a beleza seduz
Tem uma bandeira azul e branca
Que representa Oswaldo Cruz
Tudo na Portela é um esplendor
Desaparecem suas mágoas, linda flor

Se tu fores na Portela (Ventura) – Velha Guarda da Portela

Sempre que quero postar alg sobre a Portela, me vem a vontade clichê de postar Foi um rio que passou em minha vida de tão bem que sinto meu amor descrito naqueles versos de Paulinho da Viola. Hoje à noite (na verdade, tecnicamente amanhã) tem Portela na avenida, tem meu coração mostrando que o amor é azul e branco, tem minha águia impondo respeito na Sapucaí. E que 2013 venha para colocar fim nesse jejum tão longo que a escola vem sofrendo.

Ah, me fala o que é a Velha Guarda dessa minha escola? E o Monarco? É um amor e orgulho tão grande que nem sei explicar.

Amanhã volto para tecer minhas considerações… ;)

365/36

Quando a Portela chegou
A platéia vibrou de emoção
Suas pastoras vaidosas
Defendiam orgulhosas
O seu pavilhão

Portela
A luta é teu ideal
O que se passou, passou
Não te podem deter
eu destino é lutar e vencer

Óh, minha Portela
Por ti darei minha vida
Óh, Portela querida

Oh, minha Portela
Por ti darei minha vida
Oh, Portela querida

És tu quem levas a alegria
Para milhares de fãs
És considerada, sem vaidade

Na cidade
Como super campeã das campeãs

Eu quisera ter agora
A juventude de outrora
Idade de encantos mil

Pra trilhar contigo passo a passo
No sucesso ou no fracasso
Pela glória do samba do Brasil

O Ideal É Competir (Casquinha da Portela) – Paulinho da Viola

Na torcida com toda a força do meu coração – “Oh, minha Portela, por ti darei minha vida, oh, Portela querida”. A apuração vai começar e eu vou ficar aqui de dedos cruzados e já digo, que se não for pra minha Portela ganhar, que seja a Unidos da Tijuca que arrasou com o enredo sobre o segredo…

Instagram

Simples Desejo (Daniel Carlomagno e Jair Oliveira) - Luciana Mello #mpb #lucianamello #jairoliveira

Isso é um mantra diário, sempre que algo vem pra azucrinar e tirar a minha paz. 😊 Cajuína - Caetano Veloso (mas eu gosto bem mais na voz da Gal Costa) - é uma música linda, lindíssima, curtinha e maravilhosa, que sempre, sempre, sempre me arranca lágrimas. Caetano a compôs em homenagem ao amigo Torquato Neto, que foi junto com ele um dos fundadores do Tropicalismo, e que se suicidou no começo da década de 70.  #MPB #tropicalismo #caetanoveloso #galcosta #torquatoneto Ê, povo, ê - Gilberto Gil #MPB #GilbertoGil - música que tá tocando em looping na minha semana desde domingo. Código de acesso (Itamar Assunção) - Zélia Duncan #MPB #zéliaduncan #itamarassunção Eu nunca te amei idiota (Alvin L.) - Ana Carolina #MPB #rocknacional #anacarolina Sobre o tempo (John) - Pato Fu #patofu #rocknacional #fernandatakai Dê um rolê (Moraes Moreira) - Novos Baianos #NovosBaianos #MPB Caçamba (Éfson e Odibar) - Molejo #samba #pagode #molejo Viva (Kledir Ramil) – Kleiton e Kledir #MPB #kleitonekledir
Simples Desejo (Daniel Carlomagno e Jair Oliveira) - Luciana Mello #mpb #lucianamello #jairoliveira

Isso é um mantra diário, sempre que algo vem pra azucrinar e tirar a minha paz. 😊